O que fazer quando te copiam?

Posted on 25 Set, 2019 by rita prata

Não imaginei que fosse escrever este artigo, ou que sentisse essa necessidade. E talvez, digo com verdade, seja mais um desabafo para mim do que para vocês. Ou talvez também para vocês, caso já tenham passado por isto.

Ouvimos muito dizer que se nos copiam deveríamos ficar felizes. Tento sempre pensar de outra forma, que se nos copiam devemos antes disso pensar que foi mera coincidência… É uma defesa minha, eu sei bem disso, e até agora tem funcionado.

Como sabem, e digo isto de coração cheio, sou a favor da partilha de conhecimento.

Acredito que nos faz, também, aprender quando partilhamos o que sabemos, as nossas vitórias e dificuldades. Mas antes de tudo isto sou a favor de honestidade e da verdade… Pelo que me custa quando vejo o contrário.

É inevitável não existir conteúdo semelhante quando somos das mesmas áreas, mas quando é igual, e sem cunho próprio… Não é (nada) simpático. E menos simpatico ainda, como já me contaram, é quando copiam o nome da nossa marca (que também já me aconteceu) ou os nossos produtos ou ideias, de forma descarada.

Se chegaram até aqui,já perceberam que sim, tenho sofrido desse mal geral da Internet, de ser copiada. E sei que não sou a única, sei que somos muitos, e com alguns de vocês já falei sobre este tema directamente e pessoalmente.

Se tenho solução? Não. Se há forma de parar? Também não. O que há é uma forma de ignorarmos que isso acontece, de seguir em frente e não deixar que nos magoe ou nos limite no nosso ser ou acção.

De acreditar na nossa visão, caminho, e verdade. De saber dentro de nós que o que criamos é nosso e que quem não tem a capacidade de fazer o mesmo por si, não interessa no nosso caminho, nem vai interessar às pessoas certas.

A nossa personalidade é inigualável. Por muito que tentem copiar o que fazemos, não é possível copiar quem somos, o que sentimos, como sentimos, ou como fazemos as coisas que fazemos.

E atenção: copiar e inspirar são coisas distintas, que isto fique claro.

Inspirar é bom, e positivo.

E sou muito feliz por saber que o faço através do meu trabalho e das minhas partilhas, e sei disto por vocês, pelo vosso feedback e das mensagens que me enviam. Quero continuar a fazê-lo sempre e continuar a ser inspirarada por outros. .

Com isto, e com este desabafo, pretendo que seja mais fácil aceitar que, apesar de acontecer, não deve nunca minimizar a nossa actividade, a nossa energia, a nossa criatividade e o nosso propósito.

Agora contem-me, já vos aconteceu? Como lidaram com isso?

(escrito a 11 de Agosto 2019)

2 Comments

  • Daniela Guimarães 25 Set, 2019 at 6:02 pm

    Rita,

    Muito obrigada por este texto. Também eu já fui copiada, como sabes e não é, de facto, uma sensação agradável. Como isto da literatura é um hobby, acabo por não reagir muito e às vezes até me rio. Quando se trata da profissão de alguém, como é o teu caso, fico mesmo revoltada porque isso é, na minha perspectiva, um ataque à tua competência e aos anos que perdeste a estudar e a trabalhar para poderes ser quem és. É, juridicamente, um ato de concorrência desleal porque a pessoa procura tirar proveito de algo sem passar pelas provas que tu passas. De um posto de vista mais pessoal, é triste, mesquinho é só prova que a genuinidade ali não existe. Mas concordo com o que dizes: é impossível copiar a nossa identidade e mal de quem precisa de copiar o outro para se sentir relevante.

    Reply
    • rita prata 26 Set, 2019 at 10:52 am

      Querida Daniela, sempre com pensamentos pertinentes… Sei sim, e foi por conversar contigo que a ideia de publicar este artigo tomou alguma força. A partir do momento em que estas coisas mexem connosco ao ponto de ficarmos tristes, chateadas, ou sem vontade de criar/fazer, devemos falar. Acredito que muitas pessoas o façam sem se aperceber (sou uma eterna fiel do bom ser humano 😅) mas aquelas que o fazem com consciência, não merecem nada 😣
      Obrigada pela tua força e apoio, sempre!

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.